Administração Penitenciária sofre outro atentado

O prédio da Secretaria das Administrações Penitenciárias do Estado de São Paulo, localizado na Avenida São João, em Santa Ifigênia, região central da capital, foi alvo de mais um atentado - o terceiro em menos de uma semana. No início da madrugada desta segunda-feira, policiais militares da 2ª Companhia do 07º Batalhão, que faziam patrulhamento em frente a sede da secretaria, desconfiaram de um rapaz que estava parado do outro lado da avenida, em um ponto de ônibus, a 30 metros da entrada do prédio. O suspeito, que segurava um pacote, ao perceber a aproximação policial, largou o objeto na calçada, entrou em um carro escuro e fugiu. No mesmo momento, o pacote explodiu. No embrulho, segundo policiais militares do Grupo de Ações Táticas e Especias (GATE), havia uma granada. Os estilhaços atingiram o pára-brisa de um Fiat Pálio que passava pelo local, mas o ocupante do veículo nada sofreu. O suspeito que abandonou a granada deixou na calçada uma pochete com um bilhete dentro onde estava escrita a seguinte frase: "As eleições estão aí. Este é um aviso de que não estamos brincando. ´Porem´ ( Parem, grafado errado) com a opressão carcerária". ass: 1533 (sigla que identifica a facção criminoso PCC - Primeiro Comando da Capital). Como os policiais desconfiaram de que poderia haver outro objeto explosivo dentro da pochete, ela também foi detonada. O quarteirão da região onde fica o prédio da Secretaria das Administrações Penitenciárias foi isolado para trabalhos da perícia. Esse foi o terceiro atentado desde quarta-feira passada. O fato de desta segunda-feira foi registrado no 3º Distrito Policial, de Santa Ifigênia, pelo delegado Jorge Carrasco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.