Adolescente acusa cantor Latino de abuso sexual em Minas Gerais

Carta precatória pede depoimento do cantor sobre acusação de abuso contra menina de 13 anos

Priscila Trindade, da Central de Notícias

28 de julho de 2010 | 14h42

SÃO PAULO - O Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) afirmou nesta quarta-feira, 28, ter recebido um carta precatória da Justiça de Minas Gerais pedindo para que o cantor Latino prestasse depoimento sobre uma acusação de abuso sexual contra uma garota de 13 anos.

 

De acordo com a carta enviada pela Vara Única de Aiuruoca, o crime ocorreu em 2007. O documento foi recebido pela Justiça do Rio no final de junho, mas até esta tarde Latino não havia sido intimado por não ter sido encontrado no endereço informado pela comarca.

 

Em nota divulgada à imprensa, o cantor negou as acusações. Leia a íntegra:

 

"O cantor Latino nega que tenha sido intimado pelo TJ/RJ sobre acusação de ter feito sexo, à força, com uma menor em seu camarim. Nega ainda, a acusação em si. O cantor, como pai de 3 meninas menores de idade e companheiro de uma jovem mulher, repudia qualquer tipo de violência, inclusive sexual, notadamente contra crianças e mulheres. Assegura ainda, que em todos os seus shows, recebe sempre amigos, conhecidos e fãs em seu camarim, estes últimos escolhidos por ordem de chegada, sempre em pequenos grupos, sendo impossível o acontecimento do fato noticiado pela imprensa dia 28 de julho de 2010. O artista já mobilizou seus advogados para verificarem do que se trata o infeliz episódio, mas está tranquilo com o desenrolar da situação, posto que ao final de qualquer investigação, ficará comprovada a sua inocência"

 

Tudo o que sabemos sobre:
Minas GeraisLatino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.