Adolescente confessa 12 mortes no Rio Grande do Sul

Segundo delegado, o jovem ainda planejava matar mais três pessoas

Carlos Alberto Fruet, PORTO ALEGRE, O Estadao de S.Paulo

28 de março de 2008 | 00h00

Um "serial killer" de 16 anos confessou ontem, em Novo Hamburgo, região metropolitana de Porto Alegre, ter matado 12 pessoas, desde o fim de 2007. O motivo do último, na segunda-feira, do comerciante Elucio Miranda Ramires, de 39 anos, com 20 tiros, segundo o titular da 4ª DP, Enizaldo José Plentz, foi vingança por ter "levado um tapa na orelha".Foi confirmado o envolvimento do jovem em seis dos 12 casos. Segundo Plentz, ele confessou sem demonstrar arrependimento. "A frieza dele era de assustar. Além disso, falou que vai matar mais três." Apesar de ter afirmado que nunca matou "gente inocente", os outros assassinatos também foram por motivos banais, como um rapaz que tentou namorar sua irmã e outro que cortejou sua namorada.O jovem foi detido na tarde de anteontem, em sua casa, na Vila Kephas. Após interrogatório, na tarde de ontem, foi transferido para o Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Novo Hamburgo, onde fará avaliação clínica e psicológica pelo período de 45 dias. Depois disso, o Juizado da Infância e da Juventude definirá medidas para seu caso.O histórico de sua família é de crimes: sua mãe, de 32 anos, está em liberdade provisória por tráfico de drogas, e seus quatro tios, irmãos da mãe, estão presos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.