Adolescente é decapitado durante rebelião na Funase de Pernambuco

Causa do motim, que começou às 19h da sexta-feira, 30, não foi informada pela polícia

Ricardo Valota, O Estado de S. Paulo

01 Dezembro 2012 | 09h51

SÃO PAULO - Um adolescente foi decapitado e teve o corpo esquartejado durante uma rebelião ocorrida na noite da última sexta-feira, 30, no interior da unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), no bairro de Caetés II, em Abreu e Lima, na Região Metropolitana de Recife(PE).

Segundo a assessoria de imprensa da fundação, o motim começou por volta das 19 horas quando um grupo de internos do pavilhão 5 quebrou os cadeados e conseguiu abrir os portões do local. Na sequência, os adolescentes atearam fogo em alguns cômodos do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case). Não foi informado o motivou o motim. Policiais militares foram acionados para controlar a rebelião. Após o incidente, os restos mortais do jovem assassinado foram levados para o Instituto Médico Legal (IML).

Em nota, a Funase informou que uma equipe do Instituto de Criminalística (IC) iria até a unidade na manhã deste sábado, 1, para realizar a perícia e que 12 dos 243 jovens, entre 15 e 17 anos, atendidos na unidade, foram responsabilizados pelo início da rebelião. Até as 4h30 desta manhã de sábado, o homicídio não havia sido registrado no plantão da Polícia Civil de Abreu e Lima.

Mais conteúdo sobre:
RecifeFunaserebeliãomorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.