Adolescente é morto porque teria espalhado que colega era homossexual

Os irmãos Josué e Maurício Dantas de Oliveira foram detidos, no final da tarde de segunda-feira, suspeitos de co-autoria na morte do adolescente Elivelton Cardoso Néri, de 14 anos. Elivelton foi executado com um tiro na boca, por volta das 15h, na Estrada da Baronesa, região de Santo Amaro, na zona sul da capital paulista. O suposto autor do disparo também seria um adolescente, de 15 anos. Todos trabalhavam em uma bicicletaria. Segundo a polícia, o menor assassino, que segue foragido, teria pedido ajuda a Josué e Maurício para poder matar Elivelton, que estaria dizendo para algumas pessoas que ele, o adolescente de 15 anos, era homossexual. Por isso, resolveu se vingar e matar o colega de trabalho. O inquérito foi instaurado no 11º Distrito Policial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.