Divulgação
Divulgação

Adolescente morre após ver irmão ser atingido por tiro acidental no Rio

Garoto de 14 anos passou mal ao presenciar cena e morreu no hospital; responsável por disparo, de 17 anos, disse que ganhou arma de traficante

Thaise Constancio , O Estado de S. Paulo

20 de março de 2014 | 12h13

RIO - Um adolescente de 14 anos passou mal e não resistiu ao ver o irmão de 12 anos ser atingido por um tiro acidental disparado por outro jovem de 17 anos. A tragédia aconteceu na Favela de Antares, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio, na noite desta quarta-feira, 19.

Os irmãos foram levados por parentes para o Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz, mas não resistiram e morreram na unidade. Na Divisão de Homicídio da Capital (DH), o adolescente de 17 anos contou que manuseava uma pistola 9 milímetros e disparou acidentalmente contra o menino de 12 anos. O adolescente disse que atuava no tráfico da comunidade e que ganhou a arma de um traficante da região.

Após o disparo, moradores teriam tentado linchar o autor do disparo. Quando os policiais do 27º Batalhão (Santa Cruz) chegaram ao local, o adolescente estava sentado no chão ao lado da arma do crime e cercado por moradores, que fugiram.

Ele foi levado para a 36ª Delegacia de Polícia (Santa Cruz), depois foi encaminhado para a DH, que investigará o caso. Em seguida, foi levado para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de onde foi transferido para um abrigo da prefeitura. O adolescente foi apreendido por homicídio.

Tudo o que sabemos sobre:
Favela de Antaresacidentaltiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.