Adolescente morre durante seqüestro no MS

Diego Maciel Santana, de 17 anos, foi morto pelos seqüestradores antes mesmo de haver um pedido de resgate. O seqüestro aconteceu na noite da última terça-feira, no município de Nova Andradina, a 250 quilômetros de Campo Grande. Nesta manhã o corpo foi encontrado na Fazenda Santa do Guapo, a seis quilômetros da cidade, e não apresentava sinais de violência. William Machado de Paula, 21, amigo da vítima e residente na mesma cidade, confessou que entregou Diego para cinco seqüestradores do Paraná, em troca de R$ 1,5 mil.Não houve pedido de resgate, o que leva a polícia à hipótese de que a vítima morreu sufocada no porta-malas do carro utilizado para transportá-la até o cativeiro. Segundo exames preliminares feitos no Instituto Médico Legal, Diego estava morto há pelo menos 72 horas. No final da tarde, o cadáver foi liberado pelo IML.Cinco rapazes já foram presos. Dois ficaram detidos e outros três, depois de ouvidos, foram liberados. Segundo o delegado Alfredo Farias, uma testemunha viu a vítima e William juntos, no dia do sequestro. Detido, William disse que aceitou a proposta dos seqüestradores, e que receberia os R$ 1,5 mil depois do pagamento do resgate. O delegado informou que existem fortes suspeitas de que os criminosos sejam moradores de Nova Andradina, e não do Paraná.O carro utilizado no sequestro é um Santana, que ainda não foi localizado. O mesmo veículo foi usado por William no dia do seqüestro, conforme informações obtida no Garras (Grupo Armado de Repressão a Roubo, Assalto e Seqüestro).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.