Adolescente morre eletrocutado em unidade da Fundac

A delegacia do município metropolitano do Cabo de Santo Agostinho abriu inquérito policial para investigar a morte de um adolescente de 17 anos, que morreu na tarde de quinta-feira, 17, devido a um choque elétrico na cela que divida com mais dois rapazes na unidade da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), naquele município.De acordo com o responsável pela segurança do Centro de Atendimento Sócio Educativo do Cabo de Santo Agostinho, coronel PM Alexandre Viana, o rapaz tentava fazer uma "gambiarra" a partir da única tomada existente no alojamento quando tomou um choque e morreu eletrocutado. Ele chegou a ser levado ao Hospital Mendo Sampaio, mas não resistiu. A cela ficará isolada até que seja realizada perícia pelo Instituto de Criminalística. A Fundac também abriu sindicância interna.O garoto estava na Fundac desde março deste ano. Não foi informado o motivo da sua detenção. Com capacidade para 132 adolescentes, a unidade abriga 256.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.