Adolescente que roubou refrigerante é absolvido

A 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso absolveu por unanimidade um adolescente pelo furto de 11 garrafas de refrigerantes de 600 mililitros, cada, avaliadas em R$ 11,50. O furto ocorreu em novembro de 2000, na Escola Estadual Antônio Ometto, em Matupá, distante 695 quilômetros de Cuiabá.A ação criminal inusitada tramitou após registro de ocorrência feito pela direção da escola. O desembargador Diocles de Figueiredo, relator da ação, assinalou que o valor subtraído pelo adolescente é irrisório, adotando para a decisão o princípio da insignificância ou da bagatela.Aluno do estabelecimento de ensino, consta na ação que o adolescente foi para um jogo de futebol à tarde na escola e, com mais dois amigos, furtaram os refrigerantes da cantina, a qual tinha sido arrombada por desconhecidos e permaneceu aberta durante todo o dia. "O agente não tinha a intenção de furtar; fê-lo por galhofa", escreveu o desembargador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.