Adolescentes matam colega e enterram o cadáver no quintal

O estudante Renato Alves Pinheiro, de 12 anos, foi morto, provavelmente por acidente, pelo amigo T.J.S., de 14 anos, na última segunda-feira, no bairro Cajuru, em Curitiba. Com medo, T.J.S. e o colega T.P.F., de 15 anos, que estava junto, enterraram o corpo de Pinheiro no quintal de sua casa. O corpo foi encontrado nesta quarta-feira, depois que o adolescente contou à mãe o que tinha acontecido.O Ministério Público quer que eles sejam internados provisoriamente até uma decisão da Justiça. Hoje, enquanto o corpo de Pinheiro era sepultado, seus colegas eram transferidos da Delegacia do Adolescente para o Juizado da Infância e da Adolescência. Os três eram amigos da escola.Na tarde de segunda-feira, eles estavam na casa de T.J.S. brincando com videogame, quando Pinheiro teria pedido para ver uma arma. O adolescente contou à polícia que foi até o guarda-roupa do irmão e, achando que não estava carregada, puxou o gatilho. A única bala que estava na arma atingiu a cabeça de Pinheiro.Os familiares de Pinheiro chegaram a procurar a polícia para dar queixa do desaparecimento do adolescente na segunda-feira. Na terça-feira, quando T.J.S. contou o que aconteceu à mãe, ela procurou a polícia. Ele responde a processo por homicídio e ocultação de cadáver, enquanto o colega, apenas pelo segundo crime. O proprietário da arma, Michel Júlio da Silva, irmão de T.J.S., deve responder por porte ilegal de arma, pois ela não estava registrada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.