Divulgação
Divulgação

Advogado com nome na lista de vítimas não estava no voo 447

Gustavo Henrique Brito dos Santos mora na cidade de São Paulo e é advogado da montadora Mercedes-Benz

02 de junho de 2009 | 08h55

O advogado paulista Gustavo Henrique Brito dos Santos não estava no voo 447 com destino a Paris desaparecido neste domingo, 31, ao contrário do publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo.

 

Brito dos Santos, 33 anos, mora na cidade de São Paulo, no bairro da Aclimação, é advogado da montadora Mercedes-Benz e não tem o hábito de pegar voos partindo do Rio de Janeiro.

 

Ele relata que logo no começo do dia recebeu ligações de familiares querendo saber o que havia ocorrido. "Minha avó ligou desesperada de manhã e em seguida ligou minha tia, chorando", disse.

 

"Quando cheguei na empresa, colegas já seguravam o jornal e começaram a dizer ´não morreu, não morreu!'", disse. Assim que ligou o computador, Brito dos Santos enviou mensagens aos seus amigos do Orkut e de outros sites de relacionamento avisando que estava vivo e que não havia acontecido nada com ele. "Agora está mais tranquilo, mas no começo do dia foi uma confusão", relatou.

 

Brito dos Santos não sabia que tinha homônimos. Nesta segunda-feira, 1º, foi divulgado que o advogado carioca Gustavo Henrique Brito dos Santos, 30 anos, estaria entre as vítimas do acidente. Não há, entretanto, confirmações que o nome esteja na lista de passageiros. Ainda não há informações sobre o advogado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.