Advogado criminalista morre em Santos

O advogado criminalista Walter de Carvalho, de 62 anos, morreu no final da noite deste domingo, em Santos, depois de sofrer um atentado no último dia 24, em seu escritório, na região central da cidade litorânea. O criminoso se passou por um cliente e fez vários disparos em direção a Carvalho, que foi atingido no braço e tórax.O advogado passou por cirurgias de emergência e permanecia na UTI da Santa Casa de Santos até ontem, quando houve a paralisação do sistema renal e, segundo informações de seu sócio no escritório de São Paulo, Felício Rosa Varelli Júnior, seu quadro clínico começou a se complicar. Em seguida houve falência múltipla de órgãos.Segundo site de A Tribuna, o velório acontece na Memorial Necrópole Ecumênica, em Santos, e o sepultamento acontecerá na tarde de hoje.

Agencia Estado,

05 de abril de 2004 | 11h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.