Advogado da família de Ubiratan teme que Carla deixe o país

O delegado Armando de Oliveira Costa Filho, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), afirmou nesta quinta-feira, 14, que o advogado Vicente Cascione, contratado pela família do coronel da reserva Ubiratan Guimarães, manifestou preocupação sobre a possibilidade da advogada Carla Cepollina, namorada do coronel, deixar o país por ter dupla cidadania. Segundo Cascione, ela tem cidadania italiana.De acordo com informações da reportagem da Rádio Eldorado AM, o delegado garantiu que a polícia vai analisar a situação e tomar providências. Porém, Costa Filho afirmou que Carla continua a ser vista pela polícia na condição de testemunha, não de suspeita do crime. O dia será marcado por mais depoimentos no DHPP que devem recomeçar às 13 horas. Os dois filhos de Ubiratan, Fabrício e Diogo, serão ouvidos mais uma vez, além de pessoas que tinham ligação profissional com ele.Matéria alterada às 15h47 para correção de informação

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.