Advogado de Beira-Mar condenado a oito anos de prisão

Pedrini Cuzzuol, advogado do traficante Fernandinho Beira-Mar, foi condenado a oito anos, três meses e dez dias de prisão em regime fechado por associação com o tráfico, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Ele não poderá recorrer da sentença em liberdade. Sua mulher, Cecília Hering Rodrigues, foi condenada a três anos, seis meses e onze dias de prisão, em regime aberto, por lavagem e evasão. Ré primária e com bons antecedentes, teve a pena convertida em prestação de serviços comunitários e multa de R$ 20 mil. Ela foi absolvida da acusação por associação para o tráfico.Ambos estavam presos desde que foram pegos em flagrante em 16 de janeiro com US$ 320 mil. O dinheiro pertencia a Beira-Mar e seria entregue a Sandro Mendonça do Nascimento, o Tadeu da Rocinha, na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Ele é o gerente do grupo do traficante naquele país e tem contatos com fornecedores de drogas e armas, transportadas pela quadrilha por itinerários estabelecidos por ele.Em 7 de janeiro, a Polícia Federal monitorou um encontro de Cuzzuol com Lucimar Gregório Lucena, em uma lanchonete na Ilha do Governador, zona norte do Rio. Na ocasião, ele entregou a Lucimar US$ 463.540, irmã de Lindomar Gregório de Lucena, o Babuíno, gerente do tráfico ligado a Beira-Mar.Ela foi presa no dia seguinte, em um ônibus que ia do Rio para Porto Suarez, na Bolívia. Lucimar, que já está condenada pelos crimes de associação para o tráfico, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, entregaria o dinheiro, que também pertencia a Beira-Mar, e bilhetes cifrados com encomendas do tráfico ao mesmo Sandro Nascimento, no Paraguai.As sentenças foram expedidas pelo juiz Cassio Murilo Monteiro Granzinoli, da 5.ª Vara Federal Criminal, na última quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.