Advogado de Elias Maluco se entrega

Foragido há 16 dias, o advogado Paulo Cuzzuol, defensor do traficante Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, se entregou hoje à noite à Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), no Centro do Rio. Segundo a inspetora Marina Maggessi, Cuzzuol vinha negociando com a polícia, por telefone, a sua apresentação às autoridades. Ele teve prisão preventiva decretada no dia 1.º de outubro pelo juiz da 26.ª Vara Criminal, Joel Pereira dos Santos, por associação para o tráfico de drogas.Sua prisão foi pedida porque o rádio Nextell usado por Elias Maluco para se comunicar foi comprado em nome do advogado. De acordo com a polícia, o uso do rádio de comunicação dificultou a prisão de Maluco, porque não era possível rastreá-lo. Somente nos dias que antecederam a prisão do traficante os policiais da DRE, com a ajuda da operadora, começaram a seguir a pista de Elias a partir dos contatos que ele fazia pelo aparelho, usado pelo traficante até momentos antes de ser encontrado pela polícia. Principal acusado pelo assassinato do jornalista Tim Lopes, Elias foi capturado no dia 19 de setembro, na Favela da Grota (zona norte).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.