Advogado diz que lugar de Beira-Mar é no Rio

O advogado Euríale de Paula Galvão, novo defensor de Fernandinho Beira-Mar, disse que a transferência de seu cliente para o Rio "atende o que manda a lei das execuções, levando o detento para onde vive sua família". Ele revelou que hoje Beira-Mar teve condições de falar com um dos advogados que o defendem, em Presidente Bernardes, não sabendo, adiantar, no entanto, o que teriam tratado.Toda a atenção, segundo Galvão, está voltada agora para a transferência determinada pela justiça paulista que, conforme adverte, deve ser para um local adequado, onde Beira-Mar possa pagar aquilo que a sociedade lhe cobra, através do justo processo legal, sem que sofra constrangimentos ou violação de seus direitos de presidiário. "Se esses requisitos básicos para o cumprimento digno da pena não forem observados, denunciaremos as violações", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.