Advogado é baleado em Perdizes

É o segundo caso na região em menos de uma semana

Daniela do Canto e Maíra Teixeira, O Estadao de S.Paulo

04 de setembro de 2009 | 00h00

O advogado Antonio Settanni, de 73 anos, foi baleado por assaltantes anteontem à noite, em Perdizes, zona oeste da capital paulista. Ele está internado no Hospital das Clínicas (HC) e seu estado de saúde é estável. Foi o segundo caso na região em uma semana. No dia 27, uma dona de casa de 62 anos foi baleada na Avenida Antártica, após sacar R$ 8 mil em uma agência bancária. Ela está internada no Hospital das Clínicas (HC) e seu estado de saúde é grave.

De acordo com policiais do 23º DP (Perdizes), onde os dois casos foram registrados, o advogado estacionava seu carro, um Astra cinza, na altura do número 700 da Rua Tucuna, por volta das 20 horas de anteontem, quando foi abordado por bandidos. Eles exigiram que Settanni entregasse o automóvel. A polícia ainda não sabe se o advogado reagiu ao assalto, mas os criminosos atiraram contra ele. Os tiros acertaram a perna esquerda e o braço direito da vítima. O advogado foi socorrido e levado para o HC, onde está internado sem previsão de alta. Os bandidos fugiram.

Ontem, durante o dia e no início da noite, duas equipes de investigadores do 23º DP vasculharam as ruas da região para tentar identificar os criminosos e encontrar testemunhas que tenham presenciado o crime. Imagens de câmeras de segurança de edifícios próximos do local do crime devem ajudar nas investigações.

Equipamentos de segurança também são usados pela polícia para tentar desvendar a tentativa de assalto que deixou a dona de casa Maria José da Silveira Peccinini, de 62 anos, ferida na cabeça no dia 27. Uma câmera de segurança flagrou toda a ação do bandidos, segundo a polícia. A dona de casa está em coma, também internada no HC. Ontem ela foi operada e seu estado de saúde ainda é considerado grave.

Dados da Secretaria de Segurança Pública mostram um aumento nos casos de latrocínio (roubo seguido de morte) neste ano. No segundo trimestre, foram 25 casos, ante 14 no mesmo período de 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.