Advogado é detido sob acusação de abusar de meninas de 13 anos na BA

O advogado criminalista João Bosco Fernandes Duarte, de 62 anos, foi detido anteontem, em Lauro de Freitas (BA), região metropolitana de Salvador, acusado de abusar sexualmente de duas meninas de 13 anos.Segundo a titular da Delegacia de Repressão a Crimes contra a Criança e o Adolescente de Salvador, Laura Argolo, ele ficou detido algumas horas e foi liberado, por não ter havido flagrante. Ele vai responder a inquérito por exploração sexual. De acordo com a delegada, Duarte admitiu que mantinha um relacionamento com uma das meninas e com a mãe dela há mais de um ano. "Nos depoimentos, surgiram indícios de que a mãe recebia metade do dinheiro pago à menina", conta Laura. O valor seria de R$ 20 por encontro. Segundo a polícia, foi a primeira vez que a outra menina participou do "programa". "O advogado disse que não chegou a praticar o ato, no sábado, porque estava embriagado", afirma a delegada. "O dono do motel também será chamado para depor e a mãe da menina está sendo investigada e poderá será indiciada." O escritório no qual o advogado trabalha, em Lauro de Freitas, funcionou normalmente ontem. O criminalista não foi ao local - nem respondeu aos recados deixados pela reportagem.Em Birigui, interior de São Paulo, um homem de 42 anos foi preso ontem acusado de violentar um garoto de 5 anos. O menino denunciou o abuso ao pai. A polícia suspeita que o acusado tenha violentado outras crianças, pois havia em sua casa seis calcinhas com sangue junto com brinquedos e doces (usados para atrair os menores). A polícia procura crianças que possam ter tido contato com o Irmão, como o homem é conhecido. Ele tem passagem pela polícia de Três Lagoas (MS), por atentado violento ao pudor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.