Advogado é preso com peça de celular no sapato

O advogado Otto Rubens Henne Júnior foi detido ontem ao tentar entrar no Centro de Detenção Provisória 2 de Osasco, na Grande São Paulo, com peças de celular escondidas dentro do sapato. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária, o advogado, que atenderia dois presos, escondia ainda quatro placas de celulares com chip, quatro baterias e vários componentes. Os objetos foram descobertos quando o advogado passou pelo detector de metais. Ele foi encaminhado ao 2º DP de Osasco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.