Advogado é preso por falsificar documentos para detentos

A polícia de Ribeirão Preto cumpriu nesta quinta-feira, 21, o mandado de prisão do advogado Luís Cláudio Molinas Ribeiro, de 33 anos, suspeito de falsificar documentos - alvarás de soltura - para liberar presos do Espírito Santo. A ordem de prisão é do juiz da 2a Vara Criminal de Vila Velha (ES), Eliezér Mattos Scherer Júnior. A acusação contra o advogado está baseada no artigo 297 do Código Penal, por falsificação de documento público. Ribeiro foi detido em sua residência, no Jardim Paulista, onde estava havia cerca de ummês. O advogado foi levado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) do município.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.