Advogado mata ex-mulher com 33 facadas

O advogado Raul Azevedo Castro, de 68 anos, matou a ex-mulher, a aposentada Lourdes de Almeida Azevedo Castro, de 69 anos, com 33 golpes de faca. O crime aconteceu na madrugada de hoje na casa da aposentada, em São José dos Campos, no interior paulista. Segundo informações da família à Polícia Militar, o casal estava separado havia um ano, depois de 44 anos de casamento.O advogado teria ido à casa da ex-mulher e pedido um copo d?água. Ao sair da cozinha, armado com uma faca, o homem tentou assediar a ex-mulher. Diante da recusa, ele a matou. Desnorteado, ele ligou para um dos filhos do casal e contou que havia acontecido uma ?tragédia?. Na companhia da família, o homem se confessou com um padre e em seguida se entregou à polícia.Na delegacia, ele foi ouvido pelo delegado Damásio Marino onde prestou um depoimento confuso. ?Ao que parece, ele pode sofrer distúrbio mental e isso nós vamos verificar através de exames?, disse o delegado. No carro do advogado, foram encontrados 180 remédios controlados, entre anti-depressivos e calmantes. O acusado foi levado para uma cela especial na cadeia. Se for constatado o problema mental, ficará ficará internado em uma clínica psiquiátrica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.