Advogado tenta subornar polícia e é preso

Policiais do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) prenderam em flagrante o advogado Jayme Fernandes Neto, de 44 anos, por associação com o tráfico de drogas e corrupção ativa. Oferecendo US$ 10 mil, Neto tentou liberar três pessoas presas com cocaína na segunda-feira.A polícia descobriu que o advogado também tem envolvimento com o tráfico de drogas. Além dele, foram presas a doméstica Alba Solange Chalita da Silva, de 38 anos, a estudante Cíntia Cristina Sidio de Barros, de 19, e o comerciante José Cláudio de Oliveira. O advogado Fernandes Neto foi preso em flagrante armado pela polícia na hora em que ia entregar os dólares. O dinheiro está apreendido. Segundo o delegado Maurício D´Olívio, a função do advogado na quadrilha era apresentar aos clientes do tráfico amostras das drogas para que, uma vez aprovadas, fossem feitas as encomendas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.