Advogados podem ficar livres do rodízio em SP

Depois dos médicos, agora é a vez dos advogados tentarem se livrar do rodízio obrigatório de veículos em São Paulo. Um projeto de lei, que pode ser votado na terça-feira pela Câmara de Vereadores, prevê a exclusão dos advogados da restrição aos motoristas. A lei pode favorecer 80 mil profissionais. Desde 1998, os médicos são excluídos do rodízio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.