Advogados vão pedir habeas corpus hoje para sem-terra

Advogados da Rede Social de Justiça e Direitos Humanos entram hoje com pedido de habeas corpus no Tribunal Federal de Recursos na tentativa de libertar o líder dissidente do MST José Rainha Júnior. Acusado, entre outros crimes, de desvio de verbas da reforma agrária, Rainha foi preso quinta-feira pela Polícia Federal. Ontem, foi transferido para a cadeia pública de Presidente Venceslau. Caso o habeas corpus seja concedido, além de Rainha, a medida beneficiará outras nove pessoas presas na ação.

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2011 | 00h00

Para o advogado Aton Fon Filho, a prisão temporária não se justifica, pois não era imprescindível para as investigações. "Assim fosse, o superintendente do Incra não teria sido ouvido e liberado em seguida." Raimundo Pires da Silva foi conduzido de forma coercitiva para a sede da PF paulista para prestar depoimento.

Antes de uma possível saída de Pires do Incra, políticos do PT já articulavam sua substituição. Na quinta-feira, o vereador petista Toninho Kalunga, de Cotia, distribuiu carta de apoio ao nome de Wellington Monteiro Diniz para o posto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.