Aécio defende integração entre polícias contra o crime

Em uma reunião com os outros três governadores do Sudeste na terça-feira no Rio de Janeiro, o governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), irá defender a integração das forças policiais como uma das principais medidas para a diminuição da criminalidade. O governador mineiro atribuiu em grande parte à integração das polícias Civil e Militar a estabilização da taxa de crimes violentos no Estado em 2004, após oito anos de crescimento consecutivo."Se me pedissem uma contribuição, eu diria: investir na integração, superar as dificuldades políticas, inclusive estruturais dessa integração, porque existem resistências de parte a parte. Mas quando há disposição política, os resultados vêm", afirmou. Segundo o governador, a integração "das ações da inteligência, das diligências da Polícia Civil e da Polícia Militar, é o caminho mais curto" para que a insegurança seja enfrentada com "êxito". Conforme dados da Secretaria de Defesa Social (Seds), o número de ocorrências de homicídios consumados em Minas caiu 26,75% em 2006 ante 2005. As ocorrências de roubo à mão armada caíram 29,01%.Aécio evitou se manifestar sobre a atuação das milícias no Rio. "Não teria a ousadia de dizer que tenho uma fórmula mágica para resolver o problema da criminalidade. Nós sabemos que cada Estado tem suas peculiaridades, mas o que nós de Minas Gerais podemos levar para a reunião é o êxito do nosso programa de integração", insistiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.