Aécio indica nome para Gabinete Integrado de Segurança

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), indicou o delegado Otto Teixeira Filho, ex-chefe da Polícia Civil, como o primeiro representante do Estado no futuro Gabinete de Gestão Integrada da Segurança Pública do sudeste. O delegado será o representante da Polícia Civil mineira no gabinete. Outros nomes ligados à segurança pública no Estado deverão ser anunciados nos próximos dias. Na próxima terça-feira, 9, os governadores do sudeste e os respectivos secretários de segurança se reúnem no Rio de Janeiro para definir as diretrizes do trabalho conjunto. "A idéia ainda é muito recente e não foi exatamente sistematizada ou estruturada", observou o novo secretário de Defesa Social de Minas, Maurício Campos Júnior. De acordo com o secretário, uma das experiências que serão apresentadas pelos representantes mineiros é o da integração das polícias Civil e Militar do Estado. "Creio que essa experiência, que é vitoriosa em Minas, de integração, de inteligência e de ações, vai ser uma forma de contribuição para os (outros) Estados da região sudeste, que têm enfrentado dificuldades um tanto maiores", disse Campos Júnior em entrevista à rádio CBN. Aécio tem reiterado que confia na "boa" e "fraterna" relação entre os quatro governadores do sudeste para a criação de um gabinete integrado "que funcione" e, efetivamente, combata o crime organizado. Para o lugar de Otto Teixeira - que chefiou a Polícia Civil durante o primeiro mandato do governador - foi anunciado o delegado-geral Marco Antônio Monteiro de Castro, atual chefe da Divisão de Crimes contra a Vida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.