Aécio quer liberação de verbas para socorrer vítimas

O presidente em exercício José Alencar e os ministros da Integração Nacional, Ciro Gomes, e das Cidades, Olívio Dutra, desembarcaram no final da tarde desta quinta-feira na Base Aérea da Aeronáutica, no Aeroporto da Pampulha, na capital mineira. Eles foram recebidos pelo governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB) e pelo prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT). Eles seguiram para o Palácio da Liberdade, onde haverá uma reunião para discutir as ações emergenciais em relação às chuvas que provocaram a morte, até o momento, de 17 pessoas no Estado. Aécio Neves, disse que irá solicitar a Alencar a edição de uma medida provisória que garanta "créditos emergenciais específicos" para socorro às vítimas das chuvas no Estado e para realização de obras preventivas. "Estamos todos consternados pelas vítimas", disse.Segundo a assessoria do Palácio da Liberdade, nenhuma área da capital mineira será visitada, pois a presença das autoridades poderia atrapalhar o trabalho de resgate e não há possibilidade de sobrevôo de helicóptero. Aécio preferiu não adiantar o valor dos recursos que serão pleiteados pela administração estadual e pela prefeitura da capital ao governo federal. O último balanço da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) aponta que 17 pessoas morreram no Estado devido às chuvas que atingem Minas, desde a noite de ontem.Veja o índice de notícias sobre a posse dos governadoresVeja o índice de notícias sobre a transição nos Estados

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.