Aécio sofre queda de cavalo e tem seis fraturas

Acidente aconteceu na sexta-feira, 17, na cidade de Cláudio, interior de Minas; atendido por ortopedista da seleção, senador recebeu alta ontem e passa bem

Eduardo Kattah, O Estado de S.Paulo

19 de junho de 2011 | 00h00

O senador Aécio Neves (PSDB) fraturou a clavícula e cinco costelas do lado direito após cair de um cavalo nas proximidades da fazenda da família, no município de Cláudio, na região centro-oeste de Minas Gerais, a 139 quilômetros de Belo Horizonte. O acidente, na tarde de sexta-feira, foi confirmado ontem por sua assessoria.

O animal montado por Aécio estava teria se assustado e tombado, provocando o acidente. O senador, a princípio, permaneceu repousando na cidade. No entanto, com intensas dores, ele foi transferido durante a noite para o hospital Mater Dei, em Belo Horizonte.

Aécio teve alta no fim da tarde de ontem. O senador foi orientado a permanecer em repouso pelo ortopedista Rodrigo Lasmar. "Ele estava com muita dor e ficou as primeiras 24 horas no hospital", disse o médico ao Estado. O especialista também trabalha na seleção brasileira de futebol.

Além do repouso, o tratamento consistirá na ingestão de medicamentos e, pela impossibilidade de engessamento, o braço direito de Aécio foi imobilizado. O senador continuará com a tipoia por um período entre seis e oito semanas. Não há necessidade de cirurgia.

Conforme nota divulgada à imprensa, o tucano deve retomar suas atividades no Congresso Nacional em pelo menos 10 dias. "O senador passa bem e encontra-se em sua casa em Belo Horizonte", diz o comunicado.

Amanhã, Lasmar embarca com a delegação brasileira que disputará a Copa América, na Argentina, mas acompanhará a recuperação de Aécio à distância, O senador ficará aos cuidados da equipe que o atendeu no hospital.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.