Aéreas têm plano de emergência para apagão no carnaval

As companhias aéreas tomaram medidas para enfrentar o aumento de demanda de passageiros e o possível caos provocado por eventual paralisação dos controladores de tráfego aéreo durante o feriado de carnaval. Em nota, a TAM informou, na quinta-feira, que vai operar 12 vôos extras entre os dias 18 e 25, em rotas que ligam Brasília e São Paulo a Salvador e São Paulo a Florianópolis. De quinta, 15, até o dia 26, uma segunda-feira, a empresa também vai deixar, no mínimo, quatro aeronaves e 120 profissionais - pilotos, co-pilotos e comissários de bordo - à disposição "para eventuais necessidades de cobertura". A Gol vai disponibilizar dois aviões para cobrir eventualidades e problemas nos dias do feriado de carnaval , nos aeroportos de Cumbica, em Guarulhos, e Galeão, no Rio. Segundo o vice-presidente de operações da Gol, David Barioni, esses dois aviões são capazes de fazer 25 trechos de vôo por dia, o que equivale a 4,7% da malha da companhia, que realiza 630 vôos por dia. "Se não tiver chuva teremos uma operação normal", ressaltou A Varig pretende reforçar sua frota com destino a Salvador com 12 vôos extras partindo do aeroporto internacional de Guarulhos, de quinta-feira, 15 até a próxima quinta-feira, 22. O diretor técnico-operacional da OceanAir, Antonio Flávio Costa, disse que a companhia mantém um funcionário de plantão na sede do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), no Rio, para receber informações sobre possíveis espaçamentos no tráfego aéreo e repassar imediatamente ao controle operacional da empresa, no Aeroporto de Congonhas. "Como operamos basicamente com vôos fretados, podemos avisar com antecedência nossos passageiros sobre atrasos." No entanto, Costa afirmou que, se houver uma paralisação dos controladores, não há muito a fazer. "As empresas ficam à mercê deles. Não adianta ter aviões de reserva. É como um semáforo quebrado: vai ter congestionamento de qualquer jeito." O diretor do Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea), Anchieta Hélcias, diz desconhecer os rumores de que controladores estariam planejando algum tipo de manifestação no carnaval. "Conversei com o Botelho (Jorge, presidente do Sindicato dos Controladores de Vôo) pela manhã e o clima era de tranqüilidade, embora ele tenha informado que há insatisfação entre alguns poucos controladores mais radicais." Procon Dezesseis pessoas do Procon de Guarulhos vão se revezar num plantão de 40 horas - das 8 horas desta sexta-feira, 16 até as 17 horas de sábado, 17 - no Aeroporto de Cumbica. Com coletes do Procon, os técnicos vão iniciar o trabalho no check-in dos vôos domésticos da TAM e Gol.

Agencia Estado,

16 Fevereiro 2007 | 08h48

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.