Aeronáutica suspende buscas pelo último corpo do vôo 1907

O Comando da Aeronáutica informou que vai suspender as buscas pelo último corpo do vôo 1907 do Boeing da Gol - o do bancário Marcelo Paixão Lopes, de 29 anos. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 16, depois da apresentação do relatório parcial que investiga as causas do acidente com o Boeing e o jato Legacy, ocorrido no dia 29 de setembro, no Mato Grosso, que causou a morte de 154 pessoas. De acordo com a Aeronáutica, as buscas serão retomadas quando houver alguma evidência de que algo pode ser achado. A suspensão das buscas foi comunicada às famílias e, segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), teve a concordância delas.Após a coletiva, o coronel Rufino Ferreira, responsável pela investigação, se dirigiu ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), para se reunir com os familiares das vítimas do Gol. Os familiares receberam o relatório preliminar no início da tarde, antes da entrevista à imprensa, mas só conversaram com o coronel Rufino, depois da coletiva. A aeronáutica informou ainda que vai atender ao pedido dos familiares de incluir um deles na comissão de investigação para que eles possam acompanhar os próximos passos do trabalho, que podem durar mais dez meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.