Ivan Alvarado/Reuters
Ivan Alvarado/Reuters

Concessionária adia para às 22h previsão de funcionamento normal no aeroporto de Confins

Liberação total da pista estava prevista inicialmente para as 19 horas; avião que fez pouso de emergência permanece em um ponto da pista

Leonardo Augusto, Especial para O Estado de São Paulo

20 Dezembro 2018 | 12h46
Atualizado 20 Dezembro 2018 | 19h46

BELO HORIZONTE - A BH Airport, concessionária do Aeroporto de Confins, alterou de 19h para 22h desta quinta-feira, 20, a previsão para retorno do terminal ao funcionamento normal depois do pouso de emergência de avião da Latam, nesta madrugada. O terminal voltou a funcionar mas com restrições, no início da tarde. 

Por volta das 19h30, técnicos trocavam o trem de aterrissagem do aparelho, que permaneceu em trecho da pista depois da aterrissagem. Com isso, o aeroporto opera com restrição. Por conta do pouso, 141 voos foram cancelados. Ao longo do dia ocorreram 35 decolagens e 31 pousos, conforme atualização da concessionária feitas às 18h. 

Para o conserto da aeronave, a Latam Airlines Brasil em parceria com a Força Aérea Brasileira (FAB) informou que  está enviando uma aeronave Hércules com dois macacos hidráulicos e oito pneus. Ao todo são 6 toneladas de equipamentos para retirar a aeronave da pista do aeroporto de Confins.

Em nota, a Infraero afirmou que, "em virtude da impossibilidade das operações no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte/Confins (MG) nesta quinta-feira, disponibiliza o Aeroporto da Pampulha para que o fluxo de voos para a capital mineira não seja interrompido".

A estatal afirmou ainda, na nota, que "a utilização do Aeroporto de Pampulha como alternativa é decisão exclusiva das companhias aéreas", e que o terminal está preparado para receber aeronaves de grande porte, sendo certificado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), por meio da Portaria Nº 2.829, para o processamento de aeronaves da categoria "4C", que engloba, entre outros, os principais modelos de aeronaves em operação no país e no mundo, como o Airbus A320 e o Boeing 737".

O aeroporto da Pampulha fica a cerca de 10 quilômetros do centro de Belo Horizonte. Confins, a aproximadamente 40 quilômetros da capital. Em 2005, teve início operação para transferência de voos da Pampulha para Confins, que tinha elevada capacidade ociosa. O terminal da Pampulha, hoje, opera basicamente com voos dentro do estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.