Aeroporto de Congonhas fecha por causa de uma pomba

Os pousos e decolagens do Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, foram interrompidos por cerca de 15 minutos, entre 9h40 e 9h55, na manhã desta quarta-feira, 28, para a retirada de uma pomba morta na pista.Segundo a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), a parada para retirar um pássaro da pista ou qualquer animal ou objeto, por menor que seja, é necessária para evitar acidentes. Apesar do fechamento da pista, foram registrados apenas quatro atrasos em Congonhas.De acordo com o boletim divulgado pela Infraero, de 675 vôos programados nos aeroportos do País, 36 tiveram problemas com atrasos acima de uma hora. O levantamento abrange os vôos programados entre zero hora e 11h00 desta quarta-feira, o que corresponde a uma taxa de 5,3% de atrasos.Segundo a Infraero, até às 12h20, o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, registrava apenas quatro vôos fora de horário. Durante a manhã foram observados 15 atrasos de até meia hora.Ainda de acordo com o site da Infraero, o Aeroporto Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, apresentava dois vôos com atrasos. Na manhã desta quarta foram registrados seis vôos fora de horário. Já no Santos Dumont, também no Rio, foi verificado apenas um vôo com problema de atraso e oito cancelamentos.A situação também era calma no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, segundo o site da Infraero. Até às 12h20, os atrasos não passavam de uma hora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.