Aeroporto de Congonhas funciona com gerador de energia

O Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, está funcionando há duas horas com recurso de gerador de energia a diesel. Segundo a Infraero, o sistema operacional - entre eles, torres de controle e centros de emergência - está funcionando normalmente. Entretanto, informou a Infraero, lojas - livrarias e comércio em geral - foram fechadas e não está sendo realizada a venda de passagens pelos estabelecimentos das companhias aéreas. O terminal aeroportuário da capital está funcionando a gerador desde as 17h30 e não há previsões para o restabelecimento de energia. O terminal aeroportuário ficou fechado para pousos e decolagens por 40 minutos - das 16h03 às 16h43 - por conta dos fortes ventos aliados a intensa chuva que atingiu a capital paulista. Hangares de companhias aéreas chegaram a ser destelhados, mas não houve vítimas graves. Os processos de check-in também foram afetados pela interrupção de energia. A TAM confirmou nesta noite que o check-in está sendo realizado manualmente. Segundo a empresa, desde que houve a interrupção de energia, o check-in tem sido feito desta forma. Neste momento, em consulta ao site da Infraero, cerca de 30 vôos apresentavam atrasos de até duas horas. A Infraero alega que estes vôos foram afetados pelo tempo em que o aeroporto ficou fechado.

Agencia Estado,

03 Abril 2007 | 19h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.