Aeroporto de Congonhas tem histórico recente de derrapagens

O acidente com um avião da TAM com176 passageiros nesta terça-feira, provavelmente o pior dahistória da aviação brasileira, aconteceu após uma série dederrapagens que o aeroporto de Congonhas vinha registrando noúltimo ano, em meio a reformas e caos aéreo em todo o país. Logo na véspera, um avião da companhia aérea Pantanal, quevinha de Araçatuba, escorregou na pista do aeroporto em SãoPaulo, provocando atrasos nos embarques, mas sem deixarferidos. Foi o primeiro acidente do tipo após a finalização dareforma entre maio e junho da pista principal do aeroporto parareduzir o risco de derrapagens. No entanto, um serviço deranhuras na pista, chamado de grooving, para aumentar aaderência dos pneus das aeronaves, ainda não foi feito. Desde março de 2006, derraparam pelo menos outros trêsaviões, das companhias BRA, Gol e Varig . Em janeiro, a Varig afirmou que uma lâmina d''água obrigou opiloto de um Boeing 737 a realizar uma freada mais bruscadurante a aterrissagem. Não houve feridos. O acidente da TAM desta terça-feira aconteceu 10 mesesdepois da colisão da aeronave da Gol com o jato Legacy, namaior tragédia da história da aviação do país até agora, quedeixou 154 mortos e desencadeou uma crise aérea no país. "É um momento de muita dor. Até quando isso vai continuar?Vamos esperar o terceiro acidente para o governo dar umasolução?", disse o senador Arthur Virgílio, líder do PSDB noSenado, à Reuters, por telefone. (Colaborou Natuza Nery)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.