Aeroporto de Manaus reabre depois de ficar 6 horas fechado

O Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, foi reaberto às 6 horas desta quinta-feira, 29, segundo a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). O aeroporto estava fechado para decolagens desde a meia-noite por procedimento adotado pelo Centro de Defesa Aérea e Controle do Tráfego Aéreo da região (Cindacta-4). Entretanto, pode ter havido uma paralisação dos controladores de vôo da região.A assessoria da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura não informou os motivos pelos quais o aeroporto permaneceu fechado. O Estado tentou entrar em contato com o Cindacta-4, responsável pelos controladores, mas ainda não teve resposta.CuritibaO Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba, funcionava por aparelhos desde as 7h30 da manhã desta quinta. De acordo com a Infraero, entre 5h40 e 5h55, foi necessário o acionamento do sistema ILS categoria 1 para auxiliar nos pousos, em função da neblina. Das 5h55 até as 6h35, os pousos foram totalmente interrompidos. Após esse horário até as 7h05, o ILS foi novamente acionado.A partir das 7h30, com o fim da neblina, os pousos passaram a ser feitos de forma visual. Até as 9 horas, um vôo da OceanAir, que sairia de Congonhas e se dirigiria para Porto Alegre, com escala no Afonso Pena, tinha sido cancelado. Das 28 operações programadas para o aeroporto, três decolagens atrasaram na média de 1 hora e 16 minutos e quatro pousos atrasaram em 44 minutos, na média.Na quarta-feira, a pista do aeroporto fico fechada para pousos por mais de oito horas por conta da neblina. Dos 64 vôos previstos para pouso e decolagem entre 6 horas e meio-dia, oito tiveram atraso acima de uma hora e 14 atrasaram entre 15 minutos e uma hora.AtrasosDe acordo com Infraero, até 9h50 apenas dois vôos estavam fora de horário no aeroporto de Manaus. Um vôo da companhia Total que deveria ter partido às 6 horas para Belém saiu às 8h24. Outro caso de atraso foi de um vôo da companhia Trip que deveria ter decolado às 9h30 com destino à cidade de Eirunepe, no Amazonas, mas não tinha previsão de partida.O último boletim divulgado pela Infraero mostrava que, de 458 vôos programados nos aeroportos do País, 44 tiveram problemas com atrasos acima de uma hora - ou 9,6% do total. O levantamento abrange os vôos programados entre meia-noite e 9 horas. O Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, registrava quatro vôos fora do horário, sendo que o caso mais complicado era de um vôo vindo de Manaus que deveria chegar às 5h20 mas foi confirmado apenas para 10h15.No Rio de Janeiro, o Aeroporto Tom Jobim/Galeão, apresentava 11 vôos com até três horas de atraso. O caso mais complicado era de um vôo da companhia Delta Air Lines que deveria ter pousado às 7h10, vindo de Atlanta, mas com chegada confirmada para 10h10. Já no Santos Dumont, também no Rio, não foram verificados atrasos, mas três cancelamentos.Texto alterado às 14h38 para correção de informações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.