Aeroporto do Galeão ganha sistema eletrônico para fiscalizar taxistas

Projeto-piloto passará por 30 dias de testes e deve ser ampliado no Tom Jobim

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

25 Janeiro 2012 | 02h23

SÃO PAULO - Teve início nesta terça-feira, 24, no Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim (Galeão), no Rio, um sistema eletrônico que fiscaliza a atuação de taxistas na área de desembarque do Terminal 1.

 

O objetivo deste projeto-piloto é assegurar que apenas os taxistas credenciados possam atuar no aeroporto e oferecer os serviços aos passageiros. Os taxistas não cadastrados e pegos pelos sistema de câmeras serão multados.

 

Para orientar o usuário, a Infraero instalou nova sinalização na rampa do desembarque, além de reorganizar as posições dos táxis, com áreas exclusivas para carros comuns e especiais. Os ônibus também passaram a ter local próprio para estacionamento.

 

Para o superintendente do Aeroporto do Galeão, Abibe Ferreira Júnior, as mudanças irão trazer mais segurança e conforto para os passageiros que utilizam os táxis. "O novo sistema passará por 30 dias de teste e será estendido às outras rampas do aeroporto", disse.

 

Outra novidade que já está sendo implantada é o sistema de fila única com distribuição de senhas. O objetivo é aperfeiçoar o ordenamento as filas das cooperativas de táxi especial. "Essa iniciativa visa padronizar o atendimento e combater as abordagens inadequadas", destacou Ferreira Júnior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.