Aeroportos de Congonhas e Cumbica operam normalmente

Segundo informações da Infraero, até as 6h30 da manhã desta terça-feira, não haviam sido registrados atrasos nem cancelamentos de vôos tanto no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, quanto no Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista. Passageiros da TAM, cujos vôos para Vitória e Rio de Janeiro estavam marcados para 6h35, às 6h10 já haviam sido chamados para o embarque em Congonhas. As filas em ambos os aeroportos eram pequenas até as 6h30 desta manhã. Na segunda-feira, um total de 629 vôos, 42% de todos os ocorridos nos aeroportos do País, sofreu atrasos ou cancelamentos. Somente em Congonhas, foram 60 vôos com atraso e 8 cancelados. Alguns atrasos passaram de 4 horas. Segundo as autoridades do setor aéreo brasileiro, a causa de todo este transtorno é a falta de controladores de vôo em Brasília. Nos últimos dias, 10 deles tiraram licença médica e estão ausentes. Os problemas começaram após o acidente, no dia 29 de setembro, com o vôo 1907 da Gol.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.