Aeroportos do RJ operam por instrumentos por conta da neblina

Tom Jobim tem 8 chegadas e 7 partidas canceladas e Santos Dumont não tem problemas apesar do mau tempo

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

06 de agosto de 2007 | 07h54

A forte neblina que cobria o Rio de Janeiro na manhã desta segunda-feira, 6, fazia com que os aeroportos da cidade operassem por instrumentos. Às 7h30, o Aeroporto Internacional Tom Jobim tinha oito chegadas e sete partidas canceladas, segundo a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). Apesar de operar por instrumentos, o Aeroporto Santos Dumont não tinha atrasos e cancelamentos na manhã desta segunda-feira.   Em São Paulo, os aeroportos funcionavam normalmente nesta manhã. O Aeroporto Internacional de São Paulo (Cumbica), em Guarulhos, tinha duas partidas com atrasos de mais de uma hora nesta manhã.   Do total de 39 vôos previstos, nenhum havia sido cancelado em Cumbica, segundo a Infraero. No Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, do total de 20 vôos programados, apenas um havia sido cancelado e não havia atrasos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.