Aeroportos recebem amanhã equipamento de identificação

O Departamento da Polícia Federal apresentou hoje o novo equipamento que fará o registro dos cidadãos norte-americanos que chegam ao país. O sistema utilizado é parecido com o usado nos Estados Unidos, com recolhimento digital das impressões e foto. Agora, o procedimento levará cerca de 1 minuto por passageiro. No sistema antigo, cada passageiro levava cerca de 30minutos para ser identificado. "A identificação será muito mais rápida porque o sistema agora é automático", esclareceu o papiloscopista da Polícia Federal, Clemil José de Araújo. A partir de amanhã, os aeroportos internacionais do Rio de Janeiro e de São Paulo contarão, cada um, com quatroequipamentos para colher os dados dos cidadãos norte-americanos, informa a Agência Brasil. Rio de Janeiro e São Paulo foram escolhidos porque recebem cerca de 90% dos passageiros vindos dos Estados Unidos. O equipamento poderá se deslocar para os portos, se necessário. Até o final do mês, a Polícia Federal pretende instalar o sistema nos demais portos e aeroportos que recebem estrangeiros.Segundo Araújo, "não é uma solução definitiva, é simplesmente uma solução para atender uma necessidade de emergência". Asolução definitiva, disse, "está em fase de estudos e aguardando recursos do governo federal". O plano do DPF é criar um controle de tráfego internacional, utilizando o processo de identificação e armazenamento em bancode dados para todos os passageiros internacionais e não exclusivamente dos americanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.