Aeroportos registram atrasos em 37% dos vôos do País

No Aeroporto de Guarulhos, mais de 70 vôos sofreram atrasos de mais de 1 hora

Agencia Estado

02 Julho 2007 | 10h05

Em 13 aeroportos brasileiros, 37% dos 890 vôos programados atrasaram além de uma hora e 87 foram cancelados, entre zero e 15 horas deste domingo, 1º de julho. Os dados foram divulgados pela Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). Às 15 horas, 64 vôos estavam atrasados no País. Embora a situação esteja complicada em grande parte dos aeroportos, o Comando da Aeronáutica informou em nota, publicada às 13 horas, no site da Força Aérea Brasileira, que não havia restrição de controle do tráfego aéreo no País. O comunicado dá a entender, assim, que o sistema funciona normalmente. Os aeroportos de Belém, no Pará, e Pinto Martins, no Ceará, registraram o maior volume de atrasos. No primeiro, 80% dos 25 vôos atrasaram e apenas um foi cancelado. O segundo apresentou vôos fora do horário programado em 69,7% das 33 operações. Índices desanimadores de atraso também foram verificados nos aeroportos Presidente Juscelino Kubitschek - 50,8% dos 59 vôos, em Brasília, Afonso Pena - 50% dos 26 vôos, no Paraná, e do Recife - 56,4% dos 39 vôos, em Pernambuco. No Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, 71 dos 145 vôos tiveram atrasos, ou seja 48,9%. Seis vôos foram cancelados. A situação era mais tranqüila no Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital, onde 22 dos 126 vôos atrasaram, o que equivale a 17,4%. O número de cancelamentos, no entanto, era alto: 25 (19,8%). Texto atualizado às 17 horas

Mais conteúdo sobre:
Aeroportos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.