Aeroportos vão receber R$ 1 bi

Valor anunciado pela Infraero é quase dobro do de 2007

Alberto Komatsu, O Estadao de S.Paulo

02 de fevereiro de 2008 | 00h00

A Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) pretende investir este ano cerca de R$ 1 bilhão em melhorias e reformas de aeroportos, quase o dobro dos R$ 573 milhões gastos em 2007. Além do anúncio, o presidente da empresa, Sérgio Gaudenzi, defendeu ontem a abertura de capital para atrair mais recursos. Ele, no entanto, disse ser contrário à privatização da Infraero. Gaudenzi participou ontem da Operação Carnaval no Aeroporto Tom Jobim, no Rio, vistoriando melhorias. Ele afirmou que o movimento nos aeroportos deve ser tranqüilo no carnaval, indicando que a pior fase da crise aérea já passou. "Não teremos nenhuma dificuldade. O movimento até agora é absolutamente normal", afirmou. Ontem, porém, 11,5% dos vôos registram atrasos de mais de uma hora. Em Congonhas, 9,3% das partidas atrasaram e, em Cumbica, foram 9,7%.Apesar de defender a abertura de capital da Infraero, que administra 67 aeroportos, Gaudenzi disse que ainda não há um projeto. Para ele, trata-se de um desejo com aprovação de membros do governo, cujos nomes não foram citados.PROFESSOR NA ANACProfessor de Transportes Aéreos da USP, Jorge Leal Medeiros assumiu ontem a chefia de gabinete da Presidência da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Com passagem pela Varig e Vasp, ele se especializou em projetar aeroportos. Compõem a cúpula da Anac a presidente Solange Vieira e os diretores Allemander Pereira, Marcelo Guaranys, Alexandre Barros e Ronaldo Mota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.