Aeroportuários encerram greve em cinco aeroportos

Categoria pedia reajuste salarial de 6%, além de um aumento de 5,2% correspondente ao crescimento do setor

Solange Spigliatti, estadao.com.br

30 de julho de 2008 | 09h41

Os funcionários da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) que entraram em greve nesta quarta-feira, 30, decidiram voltar ao trabalho nesta manhã, após assembléias feitas a partir das 8h30 em vários aeroportos do País.  Segundo informações do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), os funcionários de cinco aeroportos aceitaram a proposta feita pela Infraero e decidiram pelo fim da paralisação. Voltaram ao trabalho os aeroportuários de Congonhas e Cumbica, em São Paulo, Galeão, no Rio, Londrina, no Paraná, e em Vitória, no Espírito Santo. A categoria reivindicava reajuste salarial de 6%, além de um aumento de 5,2% correspondente ao crescimento do setor aéreo no País. Os trabalhadores também pedem revisão do valor do tíquete alimentação, de R$ 22 para R$ 25, e a implantação de um plano de carreiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.