Aeroviários decidem na terça se entram em greve no Natal

Categoria planeja parar as atividades nos dias 24 e 25 de dezembro e quer reajuste de 9%

Alberto Komatsu, da Agência Estado,

12 de dezembro de 2008 | 15h56

Os trabalhadores do setor aéreo decidirão em assembléia na próxima terça-feira, 16, se entrarão em greve na véspera do Natal, informou nesta sexta-feira, 12, a secretária-executiva do Sindicato Nacional dos Aeroviários, Selma Balbino. Nesta sexta, haveria uma reunião entre o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea) e aeroviários e aeronautas, mas ela foi cancelada. No início das negociações, os trabalhadores reivindicavam 13% de reajuste salarial, mas o Snea ofereceu 5% mais em torno de 2% em junho. A reivindicação foi reduzida para 10%, mas as empresas ofereceram 7,2%. O diretor-financeiro do Snea, Arturo Spadale, informou que a última proposta dos trabalhadores foi de 9% de reajuste, mas as empresas mantiveram a contraproposta de 7,2%. "Num momento de crise violenta como esta, não há como conceder o reajuste de 9%. A proposta de 7,2% já cobre a inflação", afirmou Spadale. Segundo ele, as empresas aéreas confiam que os empregados vão aceitar o índice de 7,2%, o que evitaria a greve. Os trabalhadores planejam para suas atividades nos dias 24 e 25 de dezembro.

Tudo o que sabemos sobre:
crise aéreaaviaçãoSnea

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.