AfroReggae receberá Prêmio da UNESCO

O Grupo Cultural AfroReggae, organização não-governamental brasileira que trabalha com a cultura nas favelas como instrumento de mudança social, foi indicado pelo Ministério da Educação para receber o Prêmio Madanjeet Sing, criado pela UNESCO, para incentivar a tolerância e a não-violência.A cerimônia de entrega do prêmio será realizada, em Paris, no dia 16 de novembro, data na qual são comemorados o Dia Internacional da Tolerância e o aniversário da Organização, que, em 2006, completa 61 anos. O AfroReggae é um grupo de música surgido em 1993, que desenvolve projetos sociais destinados à formação cultural e artística de jovens moradores de favelas. O grupo foi escolhido pelo Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), porque trabalha pela inclusão social de crianças e adolescentes de favelas no Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, atuando no campo da educação e da cultura afro-brasileira. Prêmio O prêmio Madanjeet Sing foi criado pela UNESCO em 1995 para identificar e recompensar as ações originais que contribuam para promover a tolerância. A cada dois anos, a organização premia instituições, organizações e pessoas que, por suas atividades, incentivem o espírito de tolerância e não-violência no campo da ciência, artes, cultura, educação ou comunicação. Este ano a premiação será no valor de US$ 100 mil - cerca de R$ 214 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.