Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais
Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais

Agência diz que Vale fez vistoria um mês antes de barragem romper e não achou problemas

Órgão responsável por fiscalização de mineradoras diz que três relatórios da empresa garantiam estabilidade da estrutura

André Borges, O Estado de S.Paulo

25 Janeiro 2019 | 20h34

BRASÍLIA – A Agência Nacional de Mineração (ANM) declarou que a mineradora Vale vistoriou, no mês de dezembro passado, estrutura da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais, que rompeu nesta sexta-feira, 25, sem ter apontado qualquer tipo de falha de segurança.

As informações, segundo a agência, foram declaradas pela própria mineradora, por meio de do Sistema Integrado de Gestão de Segurança de Barragens de Mineração (SIGBM), que é administrado pela ANM. “Baseada em vistoria realizada em dezembro último, por um grupo de técnicos da empresa, estes não encontraram indícios de problemas relacionados à segurança desta estrutura”, declarou a agência, por meio de nota.

A ANM, que é responsável por fiscalizar barragens de rejeito mineral, afirmou ainda que três relatórios técnicos da Vale que garantiam a estabilidade da estrutura da barragem de Brumadinho foram apresentados ao longo do ano passado. 

“A concessionária apresentou em março de 2018 a primeira Declaração de Condição de Estabilidade dessa barragem. Realizou sua revisão periódica de segurança em junho de 2018, tendo apresentado a respectiva Declaração de Condição de Estabilidade, como também, apresentou em setembro de 2018, a terceira Declaração de Condição de Estabilidade, expedida por auditoria independente”.

A barragem de Brumadinho que se rompeu é uma estrutura para contenção de rejeitos de minério de ferro. Está classificada como de porte médio e, segundo a agência, nãoo apresentava pendências documentais. Sobre sua segurança operacional, está classificada na categoria de “risco baixo”, mas de “dano potencial associado alto”, devido a perdas de vidas humanas e dos impactos econômicos sociais e ambientais que seu rompimento pode causar.

A agência declarou que encaminhou equipe técnica sediada em Belo Horizonte para o local, além de técnicos de Brasília. O diretor-geral da ANM, Victor Hugo Froner Bicca; e o diretor da agência Tasso Mendonça também estão vão para o local na manhã deste sábado, 26, para participar das diligências.

 

Acompanhe AO VIVO as últimas notícias sobre a tragédia de Brumadinho.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.