Agência europeia atribui acidente a ''várias causas''

A Agência Europeia de Segurança Aérea (Easa) alertou ontem, na véspera da abertura do Salão Aeronáutico de Le Bourget, que um acidente como o do 447 só pode ser atribuído a "uma convergência de causas" - e não apenas a uma falha, como a dos sensores de velocidade. As empresas temem que o caso tenha efeito negativo nas vendas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.