Agente baleado na Liberdade continua na UTI

O agente penitenciário Ângelo Rodrigues Batista Martins, que foi baleado no bairro da Liberdade, região central da cidade, na semana passada, continua internado na UTI do Hospital do Servidor Público Municipal. Segundo a assessoria da Secretaria Municipal da Saúde, ele permanece em coma, sem que tenha sido constatada morte cerebral, como chegou a ser divulgado pela imprensa nesta terça-feira, 11. O agente penitenciário de 28 anos foi atacado na porta do edifício onde mora, na Liberdade, e levou oito tiros nas costas. Martins trabalha no Centro de Detenção Provisória (CDP) 2 de Pinheiros, na zona oeste. Ele estava afastado do serviço, por conta de uma licença médica, desde março. Apesar de ferido, o agente ainda conseguiu caminhar até um prédio para pedir socorro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.