Agente do GOE lança bomba contra repórter

Policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil, tentam impedir o trabalho da imprensa em frente ao Cadeião de Pinheiros, localizado ao lado da marginal Pinheiros, próximo ao Cebolão, na zona oeste de São Paulo. A violência chegou ao extremo quando um policial, ainda não identificado, lançou uma bomba de efeito moral em direção ao repórter Marcelo Moreira, da Rede TV!. O rapaz ainda teve tempo de chutar o artefato para longe antes da explosão.Desde às 2h desta quinta-feira, o clima é tenso no interior do complexo, que possui quatro pavilhões. Vários tiros já foram disparados no interior dos pavilhões Dacar 3 e Dacar 4, de onde agentes do GOE saíam e depois entravam a todo instante, armados com espingardas calibre 12. O delegado do GOE Antonio Carlos da Silva, responsável pela equipe de policiais que está reunida no interior do Cadeião, está no local e responderá pela ato de seus subordinados.Mesmo com toda a movimentação interna e os constantes disparos, os policiais insistem em dizer que nada ocorre lá dentro e que a imprensa não pode ficar em frente ao prédio. Os policiais insultam constantemente os jornalistas e tentam evitar a aproximação da reportagem. Assim que se aproximaram do complexo, um veículo da Rede TV! e a equipe de reportagem foram revistados pelos policiais, que estavam exaltados e faziam ameaças aos jornalistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.