Agente e 2 presos morrem durante motim na BA

Uma agente penitenciária e dois detentos morreram em uma tentativa frustrada de fuga, no Presídio de Salvador, nesta sexta-feira, pela manhã. A rebelião começou por volta das 8 horas, quando parte dos policiais se preparava para a inauguração de um templo evangélico no batalhão que faz a segurança do presídio.Durante o tiroteio que se seguiu à tentativa de fuga em massa, a agente de presídio Miriam Guimarães foi ferida e morreu a caminho do Hospital Geral de Salvador. Miriamteria sido baleada ou perfurada por chuço, um tipo de arma branca improvisada fabricada pelos presos.A viatura da polícia que transportava Miriam bateu de frente com um carro do presídio e três policiais ficaram feridos. O acidente atrasou o socorro à vítima.O diretor do presídio, Rui da Paz, ficou como refém, mas foi libertado.A agente Cleuza Mota permanecia em poder dos amotinados, no final da tarde. Cerca de 300internos ocupam o pátio do presídio. Grande parte é de outros Estados e exige a transferência imediata para seus locais de origem, onde estariam mais próximos dos familiares.Depois de distribuir nota de pesar pela morte da agente de presídio em serviço, a Secretaria da Justiça e Direitos Humanos da Bahia abriu sindicância para apurar as causas da rebelião. Os presos ameaçaram matar o norte-americano Lawrence Stanley, acusado de pedofilia e que aguarda julgamento.O consulado geral dos Estados Unidos enviouofício para a Superintendência de Assuntos Penais da Secretaria da Justiça pedindoproteção para Stanley.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.