Agente é mantido refém por presos do CDP de Hortolândia

Um agente penitenciário foi mantido refém por seis presos durante um tumulto no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Hortolândia, interior de São Paulo, na manhã desta sexta-feira, 6. De acordo com a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), por volta das 10 horas, um dos detentos fingiu que estava passando mal e quando o guarda chegou à cela os outros presos o renderam com uma pistola falsa. A direção da unidade negociou e em cerca de 30 minutos, a confusão acabou e o funcionário foi liberado, sem ferimentos. O CDP tem capacidade para 768 presos, mas abriga 1.474.Este é o segundo tumulto no Complexo Penitenciário Campinas-Hortolândia nesta semana. Na quarta-feira, 4, seis agentes penitenciários conseguiram impedir a fuga de dez presos e foram mantidos reféns durante quatro horas na Penitenciária 3 de Hortolândia, uma das seis unidades do complexo. Com os presos, foram apreendidas uma pistola 635 e um revólver 32.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.